Afro Imagem 1: O Tributo de Margareth

postado por Cleidiana Ramos @ 8:06 PM
17 de setembro de 2009
Foto: Uran Rodrigues| Divulgação

Foto: Uran Rodrigues| Divulgação

Margareth Menezes mostrou ontem, no Teatro Castro Alves (TCA), porque é chamada de rainha do afro pop. No show em homenagem a Mãe Stella de Oxóssi, como se diz aqui na Bahia, ela “jogou as cajá”. Maravilhoso para quem, como eu, estava lá, pois, além da bela voz e energia de Margareth, o show contou com a participação de Tatau.


Afro Imagem 2: Homenagens para Mãe Stella

postado por Cleidiana Ramos @ 8:05 PM
17 de setembro de 2009

 

Foto: Uran Rodrigues | Divulgação

Foto: Uran Rodrigues | Divulgação

Mãe Stella recebeu como um dos presentes pelos seus 70 anos de iniciação religiosa o show de Margareth Menezes, realizado ontem à noite. A programação comemorativa, inciada na semana passada, incluiu a concessão do título de doutor honoris causa da Uneb à ialorixá do Ilê Axé Opô Afonjá, inauguração de praça com seu nome nas dependências do terreiro e uma grande festa em homenagem a Oxóssi que é o orixá ao qual ela foi consagrada por Mãe Senhora de Oxum.    


Margareth canta para festejar Mãe Stella

postado por Cleidiana Ramos @ 2:59 PM
14 de setembro de 2009
Rainha do afro pop faz homenagem à ialorixá Mãe Stella de Oxóssi. Foto: Eduardo Martins | AG. A TARDE

Rainha do afro pop faz homenagem à ialorixá Mãe Stella de Oxóssi. Foto: Eduardo Martins | AG. A TARDE

Programão na próxima quarta-feira: a partir das 21 horas tem o show 70 anos Oxóssi, Gbà Mi O – numa tradução aproximada para o português: ” Oxóssi nos abeçoe e proteja”. No comando vai estar a rainha do afro pop, Margareth Menezes.

O show é uma homenagem aos 70 anos da iniciação religiosa de Mãe Stella de Oxóssi, ialorixá do Ilê Axé Opô Afonjá.

A festa vai acontecer no Teatro Castro Alves (TCA) e é organizado pela Sociedade Cruz Santa do Axé Opô Afonjá. A entrada custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Para aquecer vai aí um vídeo do show de  Margareth no Festival de Verão 2004. Ela começa com uma canção do Ilê Aiyê que homenageia Oxóssi.