Opô Afonjá é invadido novamente

postado por Cleidiana Ramos @ 6:30 PM
2 de janeiro de 2010

A gravidade do assunto me obriga a interromper o recesso do Mundo Afro que iria até a segunda-feira: Voltaram a invadir e profanar um quarto sagrado do Ilê Axé Opô Afonjá.

O colega jornalista, editor de Opnião de A TARDE e blogger do Jeito Baiano, Jary Cardoso, foi quem me ligou para dar esta notícia, pois tinha acabado de receber um e-mail com um relato sobre o acontecimento.  Acabo de confirmar a nóticia com o presidente do Conselho Civil da Sociedade Cruz Santo do Ilê Axé Opô Afonjá, Ribamar Daniel.

Desta vez profanaram o quarto de Oxum e, logo num sábado, dia em que ela é celebrada.  Tudo indica que a invasão foi pela manhã. Remexeram tudo, muito semelhante à invasão que aconteceu em novembro no quarto de Oxalá.

Não é possível que desta vez  não serão adotadas providências enérgicas para conter esta barbaridade. É necessária uma investigação minuciosa para esclarecer quem ou o que está por trás disso.

Vale lembrar que o  Ilê Axé Opô Afonjá é considerado patrimônio nacional, pois tem o reconhecimento nesta categoria pelo Iphan, um órgão do governo brasileiro.

Ninguém desconhece que o Estado é laico, mas ele tem o dever de proteger não só a liberdade de culto, um princípio constitucional, como também o patrimônio cultural do Brasil, categoria em que os templos afro-brasileiros estão incluídos.

Tags: , , , , , ,

20 Respostas to “Opô Afonjá é invadido novamente”

  1. Lucília Coimbra  Says:

    Meu Deus!!!! Esse tipo de ocorrência preocupa toda a sociedade que respeita as religiões de matriz africana. É caso de polícia, sim. Os culpados devem ser exemplarmente punidos.

  2. Marcio Alves Couto  Says:

    Olá amigos boa noite, simplesmente um absurdo, a bahia é referência quando se trata de afrodescendência e culto aos orixa não e novidade para ninguém a existência deste terreiro, bom espero que os invasores sejam encontrados e punidos, é o minimo que se espera das autoridades, que xango jamais nos abandone e os membros do Opo Afonja, que não são poucos, encontrem sabedoria para se prevenir deste vandalismo. Um grande abraço a todos.

  3. FLÁVIA OLIVEIRA  Says:

    é um absurdo isso acontecer! Se constitui um desrespeito total ao povo adepto de religiões de matrizes africanas. É preciso que o poder público através da LEI tome providências urgentes afim de punir esses agressores e também para que se evite esse tipo de violência e intolerância na sociedade.

  4. Hegel Vieira Aguiar  Says:

    Muito triste e preocupante este tipo de ação, um verdadeiro ato de terrorismo anunciado, essas providencias devem ser tomadas com urgência. Paz a todos!!!

  5. Cláudia Queirós  Says:

    Registro aqui meu protesto e total inconformismo com essas atitudes. Respeito todas as religiões, principalmente aquelas que são tolerantes com as demais, à exemplo das religiões de matrizes africanas. É necessário que essas manifestações sejam coibidas pelo poder público porque constituem um crime contra a liberdade de expressão religiosa.

  6. Sinéas S.  Says:

    Os neo-profanadores mostram que são capazes de tudo.
    Os criminosos atuais são burros e infinitamente inferiores aos anteriores.

  7. Abraão Macedo  Says:

    Triste Bahia…
    o que falta mais nos acontecer???
    Matarem algunha Yá??? ou Bábá???
    Todo mundo é de santo é de camdomblé..
    mas na hora de tomar uma providência…
    Se omitem…
    até quando meu Deus???

  8. janderson araujo  Says:

    Uma falta de respeito este fato. Temos sim que repudiar e exigi reparação para estes acontecimentos e seu espaço é um deles, união para todos os povos de santo e manatedors da cultura afrodescendente.

  9. Edmilson c. oliveira  Says:

    Ainda vivemos isso? Em um ano governado inicialmente por OXALÁ, senhor da paz , devemos pratica aquilo que JESUS nos ensinou tolerância e humildade, pos embora DEUS tenha lhe dado o poder de com uma simples palavra destruir toda a humanidade ele se deixou surrar , crucificar e padecer como exemplo de tolerância, humildade e poder. Exemplo esse, jamais imitado por um mortal
    Sou Angoleiro e REPUDIO A INTOLERANCIA RELIGIOSA
    EXU,OGUM, IANSÂ E OXOSSE são o AXE do meu ILÊ.

  10. Walter Mangueira  Says:

    Este fato tem ocorrência comum em vários pontos do brasil, sabemos que existe lei que, quem faz isto é um delitoso, mas nem assim as pessoas respeitam a lei. Se assim o faz quanto mais respeitar o direito de liberdade de culto e um patrimônio histórico e cultural. que nossas autoridades investiguem isto a fundo.

  11. Marcos Rodrigues  Says:

    Diante desse quadro que está virando um aleijão, a gente pode medir a dimensão da competência da justiça que temos acima do bem e do mal. Até quando temos que tolerar esse tipo de coisa, enquanto os poderosos dormem em berço esplêndido? Alguma atitude será tomada?

  12. rubia maria santos  Says:

    Sou Evangelica, porem, respeito todos os seguimentos religiosos e devemos pregar a Paz.. E a PAZ que queremos, inicia com o respeito ao proximo e o direito de liberdade do outro. Rúbia Maria

  13. joel Gondim.  Says:

    E’ muita falta de sensibilidade …

    O Governo precisa tomar uma atitude URGENTE sobre isso !!!
    Vou dar uma sugestao : Infelizmente estou vendo a hora do terreiro ter que ter CERCA ELETRICA em toda sua extensão …Nao tem outra saida …as pessoas perderam o RESPEITO !!!!

    Boa hora ja’ que o Presidente Lula esta’ na Bahia de tomar uma ATITUDE SEVERA e ACABAR de vez com essa situaçao …..Presidente mostre o seu lado Afro-Brasilheiro por favor estamos precisando da sua ajuda ….

    Xango que der a esse INTRUSO , desrespeitador o que ele merece !!!

  14. GAMO DE XANGÔ  Says:

    Acho um absurdo,já estamos sendo agredidos pelas igrejas que usa um dos maiores veiculo de comunicação que é a televisão,agora teremos que tomar cuidado com os nossos templos sagrados.Onde isso vai parar??? Só podemos pedir para todos os Orixas que levante-se pegue suas armas ergam-as e vamos para luta.Tomos que mostrar para eles que nós não estamos sozinhos temos Deus e os Orixás por nós,temos que ensinar para essas pessoas que orixá não é demónio,temos que nos unir e esirgir mas respeito. Xangô meu pai que faça jurtiça

  15. Oswaldo Copque  Says:

    Prudência, vigilância e ação enérgica é a resposta para o vandalismo religioso contra os templos de matriz africana. Interessante relacionar coincidênicas, que 2 dias após a coletiva de mãe Stella sobre o caso do garoto das agulhas, houve uma comoção contrária e violenta contra os seus posicionamentos. Agora, reserva ao sistema de segurança pública estadual impor respeito e ordem a esse tipo de delito.

  16. Eduardo Magno  Says:

    Há justificativa para a violência?Jamais.O que está acontecendo em Salvador?O domínio do tráfico e visível.A Cidade perde brilho e tranquilidade.Pagamos caro para termos TUDO.NADA TEMOS.Precisamos de POLÍTICOS COMPETENTES.Teremos nas próximas ELEIÇÕES.Vc é capaz de EXPULSAR maus políticos.VOTE CERTO.É a ÚNICA chance que temos de esperar de nosso Estado/Cidade volte a viver a paz que tínhamos anos atrás.

  17. PATRICIA  Says:

    TOLERÂNCIA ZERO PARA COM ESTE TIPO DE AÇÃO CRIMINOSA! A SSP/BA DEVERIA DISPENSAR UMA MAIOR ATENÇÃO AO CASO, E DESIGNAR UMA COMISSÃO ESPECIAL FORMADA POR UM GRUPO DE DELEGADOS DE POLICIA DE TRÊS DEPARTAMENTOS: DEPOM -DTE E DCCP PARA ACOMPANHAR O CASO. FICA A SUGESTÃO!

    ACREDITO QUE MUITA GENTE BOA VAI QUERER AJUDAR E PARTICIPAR DESTA FORÇA TAREFA!

    OGUN
    À TI ONÃ!

  18. Heitor Luz Neto  Says:

    Cleidiana, moro em Florianópolis/SC, mas vou sempre a Bahia. Amo a cultura, o Candomblé e as pessoas baianas. Admiro extremamente mãe Stella e o Opô Afonjá. Já visitei o museu alí instalado, somente não pude ter o privilégio de ser atendido pela Yalorixá porque não era quarta-feira e como fui informado, deveria ser marcada a consulta com alguns meses de antecedência. Como vou a Bahia quando me bate aquela saudade!, arrumo as malas e pego o primeiro vôo, fica quase inviável fazer alguma marcação com tanta antecedência. Fico extremamente preocupado com as últimas ocorrências. Apesar do apoio de Edvaldo Brito, promessa de maior efetivo policial para guardar o espaço, ainda assim, nada se descobriu? Por favor, investigue e noticie aqui no MundoAfro, pois com certeza não serei somente eu a querer saber sobre o resultado das investigações, como todos os que amam o Candomblé e acompanham teu blog.
    Abraços e axé
    Heitor
    Floripa/SC

  19. Cleidiana Ramos  Says:

    Vou acompanhar sim Heitor e quando tiver novidades divulgo aqui. Abraços e axé para você tabém.

  20. paulo rosa  Says:

    sendo eu adpto da UMBANDA,religião genuinamente brasileira,com todo respeito aos orixas de CAMBOMBLÉ,trago aos meus irmão nossa solidariedade,cvarinho e respeito.Lamentamos profundamente este acontecimento da profanação do sagrado.Oxum como Mãe,havera de dar
    uma bela caraspança nestes “moleques” que fizeram uma KIZOMBA,no seu recinto sagrado.
    Oremos e aguardemos.

Deixe seu comentário