Invictus: o esporte como política

postado por Cleidiana Ramos @ 1:44 PM
25 de junho de 2010

Morgan Freeman e Matt Damon protagonizam história real. Foto: Divulgação

Para quem pode curtir férias e feriadão neste período ( e para os baianos na próxima semana tem mais por conta do 2 de julho) sugiro  dar uma olhadinha em Invictus.

O filme conta a história real da trajetória da seleção sul africana durante a Copa do Mundo de Rugby que recebeu em casa logo após a eleição de Nelson Mandela em 1995. Para ele, a vitória da seleção sul africana era essencial para o seu trabalho de selar a paz entre brancos e negros pós apertheid.

O time de rugby era um dos mais firmes símbolos do regime segregacionista e Mandela no lugar de eliminá-lo decide mantê-lo.

O filme é dirigido por Clint Eastwood e Nelson Mandela é vivido pelo ótimo Morgan Freeman. Quem faz o capitão do time, François Pienaar, fundamental para o papel que Mandela desenvolve na história, é Matt Damon.

O filme é bonito, mas  meio água com açúcar  e os diálogos, principalmente os de Mandela, tem alguns momentos que soam como discurso. Não é possível que mesmo o grande Mandiba seja brilhante até no café da manhã.  Mas Morgan Freeman dá um show, o que ele sempre faz, ainda mais com o espaço para ser protagonista.

Uma das cenas mais belas é a que acontece em um ponto de táxi ao mesmo tempo que a partida final é disputada. Cheia de dramaticidade e tensão, numa apologia ao que era o momento político na África do Sul.

A ideia inicial de Eastwood era filmar a biografia de Nelson Mandela, mas como ela era muito rica ele preferiu se apoiar nesse episódio de como Mandela usou o esporte para tentar pacificar o país. Os que têm Sky podem aproveitar para ver o filme  em paper view. Quem não tem pode recorrer às locadoras.

Tags: , , , , , , , ,

2 Respostas to “Invictus: o esporte como política”

  1. Duda da Bahia  Says:

    As pessoas se equivocam quando pensam que só existem macacos pretos e se esquecem que tem uma qualidade de macacos brancos que de tão impotentes sexualmente, não é muito visto em todo o mundo.

    People are mistaken when they think that only blacks are monkeys and they forget they have a quality white monkey that’s so sexually impotent is not much seen around the world.

  2. Cleidiana Ramos  Says:

    Mas eu pergunto a você em que contexto já viu algum branco ser chamado de macaco…até porque como você mesmo diz é uma espécie pouco conhecida.

Deixe seu comentário