Cônsul do Haiti demonstra preconceito religioso

postado por Cleidiana Ramos @ 8:46 AM
15 de janeiro de 2010

Em meio à tragédia que se abateu sobre o Haiti, ainda tem gente que consegue achar tempo para destilar intolerância contra as tradições religiosas de matriz africana.

Depois do pastor norte-americano Pat Robertson ter dito que a catástrofe é efeito de um “pacto com o diabo” feito pelos haitianos para vencerem os franceses lá no século XVIII, agora é o próprio cônsul do país no Brasil, George Samuel Antoine, que não só considera a tragédia fruto da opção religiosa dos haitianos como também estende  este seu  raciocínio, no mínimo preconceituoso e irresponsável,  a todos os africanos.

Sem saber que estava sendo gravado pelo SBT Antoine fez as seguintes declarações:

-Acho que de tanto mexer com macumba… não sei o que é aquilo.

-O africano em si tem maldição. Todo lugar que tem africano tá f….

E ainda teve essa:

-Desgraça de lá está sendo uma boa pra  gente aqui,  fica conhecido.

Imaginem que é esta criatura que tem a missão de cuidar dos interesses do Haiti no Brasil. Isto tudo é por conta da forte resistência do vodu, que nada tem a ver com aquela imagem divulgada pelo cinema americano, na sociedade haitiana. 

Se vocês acharam inacreditável as palavras do cônsul  confiram no vídeo abaixo. É chocante. Agradeço ao leitor do blog que assinou como Primo que mandou o link com o vídeo.

Tags: , , , , , ,

4 Respostas to “Cônsul do Haiti demonstra preconceito religioso”

  1. ceura  Says:

    Salve!
    Um comentário tão infeliz e desprovido da inteligência, própria das pessoas bem formadas que fazem parte do mundo diplomático, que não vale a pena comentar.
    A minha indignação está em que são pessoas como estas que nos reporesentam pelo mundo afora: Será que algum dia poderemos ser representados por consules que conheçam bem toda a cultura do povo que representam???

  2. Paulo Cedraz  Says:

    Olá de novo, Cleidiana. Obrigado por ter postado o vídeo. À propósito, primo é só um pseudônimo. Me chamo Paulo Cedraz, sou músico e leitor do Mundo Afro.
    Abraços e Axé

  3. PAULO PIRES FILHO  Says:

    A dignidade da pessoa humana é a base da democracia.
    É lamentável ouvir de um Cônsul um comentário de preconceituosa envergadura à lente de uma desgraça desta natureza e proporção.
    O respeito àquelas pessoas é o mínimo que deveria constar no curriculum desse diplomata. Oxalá ao microfone aberto!!

  4. ducarmo  Says:

    O cõnsul deveria pedir desculpas ao mundo e ao Brasil, sobretudo, explicar o que o Vodum, a cultura africana. O haiti foi o primeiro país da América latina a ter sua independência, com a luta dos negros. É um desrepeito a cultura e os direitos humans. Este consul, deveria sair de seu posto e estudar muito sobre a cultura africana.
    Lamentável.

Deixe seu comentário