A história de Pau de Colher

postado por Cleidiana Ramos @ 3:03 PM
10 de setembro de 2010

A área onde ficou o movimento tem marcos como a sepultura coletiva para os mortos no conflito. Foto: Gildo Lima| Ag. A TARDE

Navegantes do Mundo Afro: desculpem as minhas constantes ausências, mas é que este mês estou substituindo uma colega no trabalho de edição e, acreditem, meu relógio biológico ainda está meio bagunçado por conta da troca de horário que agora entra pela tarde e vai até o fim da noite.

Por conta dessa correria compartilho com vocês, com um certo atraso, a série que fiz sobre um movimento messiânico ocorrido em Pau de Colher, distrito do município de Casa Nova, que fica a 572 km de Salvador, na área do médio São Francisco. A série foi publicada em A TARDE de 5 a 8 de setembro e na edição de amanhã do Caderno 2+ tem um texto de Sante Scaldaferri com imagens sobre o tema.

O movimento, liderado por Quinzeiro e José Senhorinho tinha parentesco com um outro ocorrido em Caldeirão, Ceará, onde era líder José Lourenço. A comunidade de Caldeirão, que inaugurou um sistema produtivo em cooperativa e contava até com abastecimento de água próprio foi bombardeada pela Força Aérea Brasileira. Entre as acusações estava até a de que eram comunistas, algo grave nos tempos do Estado Novo ditatorial de Getúlio Vargas.

Chegar a Caldeirão era o objetivo da reunião em Pau de Colher, mas o movimento  acabou sufocado em janeiro de 1938. A ação uniu as polícias da Bahia, Piauí e Pernambuco, Estados que fazem fronteira com a região, além do Exército e deixou 400 mortos.

As crianças que sobreviveram foram distribuídas a famílias da capital como órfãos mesmo que tivessem parentes vivos. A história foi contada por uma dessas crianças: Maria da Conceição Andreza, hoje com 81 anos.

É possível acompanhar a série no Blog do Brown, ao mesmo tempo que me penitecio de não tê-lo colocado na nossa coluna “Outros Mundos”, pecado que já está corrigido. O blog é feito pelo jornalista José Bonfim, de quem me orgulho de dizer que sou discípula.

Com passagens por jornais como Jornal da Bahia, Correio da Bahia e A TARDE, José Bonfim foi quem me deu a dica após recebê-la de uma outra grande jornalista: Socorro Araújo.

Portanto acessem aqui o Blog do Brown para ler a série e ficar por dentro de outras notícias sobre jornalismo.

Tags: , , , ,

Uma Resposta to “A história de Pau de Colher”

  1. Patrícia Bernardes  Says:

    Oiê!

    Desculpe mais o Mundo Afro estava órfão…Rsrsrsrsrsr

    Axé de Paz

    Patrícia Bernardes

Deixe seu comentário